25 FEV 2021 | ATUALIZADO 18:32

DESTAQUES

Notas

AME

COVID-19

O decreto com novas restrições visando a contenção da Covid-19 no município será publicado até o final da tarde desta quarta-feira (24). A Prefeitura informou que vai seguir recomendação do Ministério Público e o decreto do Governo do Estado e que o principal objetivo é salvar vidas e preservar as atividades comerciais.

MOSSORÓ

A medida beneficia cerca de 1.400 servidores, que terminaram 2020 sem receber 13º salário, horas extras, diárias, insalubridade e outros direitos. A dívida soma R$ 11 milhões e 700 mil. Sobre salários atrasados de servidores terceirizados, também referentes à gestão anterior, o prefeito Allyson Bezerra informa que a Prefeitura se reunirá com as empresas para cobrar o cumprimento do contrato e, portanto, cronograma dos salários de 2020.

Publicidades

OUTRAS NOTÍCIAS

A vacina é a primeira a ter o registro definitivo, o que autoriza a sua importação para o país. O imunizante foi um dos quatro testados no Brasil, mas ainda não está disponível em solo brasileiro. O Ministério da Saúde também não informou quando irá adquirir as doses. No início do ano, a Pfizer/BioNTech disse ter oferecido 70 milhões de doses da vacina ao governo brasileiro para entrega ainda em dezembro, mas a oferta foi recusada.
A medida foi definida por meio de portaria, publicada nesta terça-feira (23), pela Sesap, e leva em consideração o crescimento do número de casos do Coronavírus (COVID-19) no estado. A portaria também recomenda que as mesmas cirurgias sejam suspensas nas unidades que compõem a Rede SUS (municipais e filantrópicas) e na rede suplementar.

ANNA PAULA BRITO, COM INFORMAÇÕES DE CEZAR ALVES

MAIS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS EM IMAGENS

'Não dou bola pra isso'

Imagem de Bolsonaro, presidente, sobre vacinação em outros países Bolsonaro, presidente, sobre vacinação em outros países