19 OUT 2019 | ATUALIZADO 13:52
ECONOMIA

Vendas em redes sociais cresceram 16% em 2019 no Brasil, diz pesquisa

Compras on-line devem movimentar R$ 79,9 bilhões até o fim do ano conforme projeção da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).
09/10/2019 15:58
Atualizado
09/10/2019 16:03
A+   A-  
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Até o fim de 2019, o setor de comércio eletrônico deve movimentar cerca de R$ 79,9 bilhões, o que  representa um crescimento de 16% em relação ao ano passado, conforme projeção da Associação  Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

No ano passado, as redes sociais foram responsáveis por  21% das vendas, segundo dados da 4ª edição do NuvemCommerce Relatório Anual de comércio eletrônico 2018. 

As redes sociais são consideradas uma forma “prática” de compra e empresários estão atentos à esta  mudança de comportamento do consumidor. Muitos já enxergam esse meio como um caminho para  conquistar clientes, já que o brasileiro fica cerca de 9h conectado por dia, de acordo com uma pesquisa  da Hootsuite e We Are Social. 

Para o empreendedor e profissional formado em Publicidade e Propaganda, Marcelo Antonioli, as redes  sociais são boas ferramentas para potencializar as vendas desde que sejam usadas corretamente.

“O grande problema da maioria dos usuários empreendedores, é que ele não faz e acha que faz. E acaba colocando o insucesso na ferramenta”.

Marcelo explica, ainda, que tempo e recursos financeiros e  criativos são também muito importantes. “É preciso gerar conteúdo de forma contínua para as redes  socais e isso requer tempo. Paralelo a isso, o empreendedor deve gerar tráfego para que outras pessoas tenham acesso ao conteúdo, e isso requer gasto não só de tempo, mas também financeiro”, sinaliza. 


Notas

Santa Luza

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário