14 AGO 2020 | ATUALIZADO 16:31
SAÚDE
29/06/2020 09:28
Atualizado
29/06/2020 09:28

Covid-19 e gravidez: dúvidas frequentes no período gestacional

A+   A-  
Um dos grandes principais questionamentos que surgem nesse período de pandemia é como ficam as consultas do pré-natal. Segundo a ginecologista e obstetra do Hapvida, Drª Isabel Gondim, esse acompanhamento deve ser mantido, visto que é muito importante para a saúde da mãe e do bebê
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

A gestação é um momento muito esperado para homens e mulheres que desejam ser pais. Mas, diante da pandemia que o mundo está vivendo, as incertezas que rodeiam a gravidez estão tornando essa etapa da vida ainda mais cheia de ansiedade e dúvidas.

Um dos grandes questionamentos é como ficam as consultas do pré-natal. Segundo a ginecologista e obstetra do Hapvida, Drª Isabel Gondim, esse acompanhamento deve ser mantido durante a pandemia.

“Nesses encontros, geralmente são pedidos exames imprescindíveis para a saúde gestacional. É importante frisar que devem ser realizados presencialmente, só em caso da paciente estar com COVID-19 que buscamos outro meio de atendê-la”, explica.

Na hora do parto alguns cuidados necessitam de atenção, a futura mamãe tem direito a um acompanhante, sendo suspensa apenas a visitação no hospital.

Após o nascimento, mesmo que a mãe teste positivo para coronavírus a amamentação é mantida, uma vez que não há nenhum relato de transmissão por essa via.

“Antes de cada mamada fazemos todo o processo de higienização dessa paciente, uso de máscara e álcool em gel”, explica a obstetra.

Os protocolos de testagem e elegibilidade variam de acordo com o local em que a gestante mora. Contudo, as recomendações da OMS são que as gestantes com sintomas da COVID-19 devem ser priorizadas para testagem. Se tiverem COVID-19, elas podem necessitar de cuidados especializados.

A OMS aconselha que o parto cesariano deve apenas ser utilizado quando clinicamente justificado. O modo do parto deve ser individualizado e baseado nas preferências das mulheres juntamente com as indicações obstétricas.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário