25 AGO 2019 | ATUALIZADO 10:30
SAÚDE

Estado paga R$ 3 milhões em ações judiciais para custear cirurgias

A Secretaria Estadual de Saúde está trabalhando para identificar os principais entraves estruturais nos processos judiciais e irá montar um grupo de trabalho para atuar nestas demandas.
08/07/2019 17:07
Atualizado
08/07/2019 17:43
A+   A-  
Estado paga R$ 3 milhões em ações judiciais para custear cirurgias
O secretário estadual adjunto da saúde, Petrônio Spinelli, e o Procurador Geral Adjunto do Estado, José Duarte Santana, se reuniram com representantes da Unicat, da Central Estadual de Regulação, da CDJ e da coordenação de planejamento da Sesap para discutir judicialização da saúde.
FOTO: CEDIDA

Em reunião na manhã desta segunda-feira (8) o secretário estadual adjunto da saúde, Petrônio Spinelli, e o Procurador Geral Adjunto do Estado, José Duarte Santana, estiveram reunidos para discutir a temática da judicialização da saúde.

Também participaram da reunião, representantes da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), Central Estadual de Regulação, Central de Demandas Judiciais (CDJ) e coordenação de planejamento da Sesap.

Atualmente, segundo a Central de Regulação, os procedimentos que demandam maior acionamento da justiça por parte dos pacientes são cirurgias na área renal, de ortopedia e também exames de ressonância.

A Central de Demandas Judiciais da Sesap estima que por mês sejam gastos, em média, R$ 3 milhões de reais somente com o cumprimento de decisões judiciais.

A Secretaria Estadual de Saúde está trabalhando para identificar os principais entraves estruturais nos processos judiciais e irá montar um grupo de trabalho para atuar nestas demandas.

“Iremos montar uma força-tarefa com representantes de diversas coordenadorias e setores da Sesap, fazendo um grande esforço interno para construirmos soluções estruturantes e definitivas”, disse o secretário adjunto da saúde, Petrônio Spinelli.

CONCILIAÇÃO

O Tribunal de Justiça do Estado do RN criou, em maio deste ano, o Centro Judiciário de Solução de Conflitos Saúde (Cejusc Saúde) para conciliação e mediação, processual e pré-processual, para solução de conflitos relacionados às demandas de saúde.

Por meio da conciliação o estado do RN e os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) reduzem seus custos, evitam desgaste e agilizam seus tratamentos de saúde.

Neste mês de julho, foi realizada a primeira audiência de conciliação do Cejusc Saúde, envolvendo a PGE, TJRN, Sesap/Unicat e paciente SUS, evitando a judicialização e garantindo o fornecimento de medicamento para a paciente. As audiências acontecem semanalmente no Complexo Judiciário, em Potilândia, Natal.


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário