22 OUT 2020 | ATUALIZADO 18:32
EDUCAÇÃO
30/08/2020 11:02
Atualizado
30/08/2020 11:41

Ana Flávia, do DCE da UFERSA, é denunciada na PF pela reitora Ludimila

A+   A-  
Ana Flavia foi intimada para prestar esclarecimentos na Policia Federal de Mossoró, neste dia 28, por rotular a professora Ludimila de "golpista" e "interventora", apos ela ter sido nomeada reitora pelo presidente Bolsonaro mesmo tendo ficado em terceiro lugar na preferência da comunidade da UFERSA. Em resposta, ela convoca protesto com a presença do reitor eleito Rodrigo Codes, da UFERSA, e tambem do reitor eleito do IFRN, José Arnóbio, para às 7 horas desta segunda-feira, dia 31, no Campus Leste da UFERSA em Mossoró-RN.
Imagem 1 -  Ana Flavia foi intimada para prestar esclarecimentos na Policia Federal de Mossoró, neste dia 28, por rotular a professora Ludimila de "golpista" e "interventora", apos ela ter sido nomeada reitora pelo presidente Bolsonaro mesmo tendo ficado em terceiro lugar na preferência da comunidade da UFERSA.  Em resposta, ela convoca protesto com a presença do reitor eleito Rodrigo Codes, da UFERSA, e tambem do reitor eleito do IFRN, José Arnóbio, para às 7 horas desta segunda-feira, dia 31, no Campus Leste da UFERSA em Mossoró-RN.
Ana Flavia foi intimada para prestar esclarecimentos na Policia Federal de Mossoró, neste dia 28, por rotular a professora Ludimila de "golpista" e "interventora", apos ela ter sido nomeada reitora pelo presidente Bolsonaro mesmo tendo ficado em terceiro lugar na preferência da comunidade da UFERSA. Em resposta, ela convoca protesto com a presença do reitor eleito Rodrigo Codes, da UFERSA, e tambem do reitor eleito do IFRN, José Arnóbio, para às 7 horas desta segunda-feira, dia 31, no Campus Leste da UFERSA em Mossoró-RN.

A professora Ludimila Oliveira, que deve ser empossada no cargo de reitora da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) neste domingo, 30, formalizou uma denúncia na Policia Federal contra a coordenadora Geral do Diretório Central dos Estudantes Romana Barros, alegando calúnia, difamação, ameaça e possível formação de quadrilha.

Em resposta, a líder estudantil convocou um protesto em defesa da UFERSA neste dia 31 de agosto, às 7h, no Campus Leste, em Mossoró. “Faremos uma grande aula pública com a presença dos nossos reitores eleitos da UFERSA e também do Instituto Federal de Educação Tecnológica. A Ufersa é nossa”. É o que consta na convocação.

A coordenadora Ana Flávia Oliveira Barbosa de Lira, do DCE da UFERSA, foi intimada para prestar esclarecimentos ao delegado Igor de Miranda Gois Chagas, na sede nova da PF em Mossoró, a respeito das condutas, “ao menos em tese, se amoldam a crimes de difamação e ameaça”, por ela classificar a reitora Ludimila de “golpista” e “interventora”.

No ressumo da representação, a professora Ludimila Oliveira alega ainda que Ana Flávia proferiu “ameaça contra a liberdade de locomoção e contra o regular exercício da função pública” que ela exerce. O depoimento de Ana Flávia ao delegado Igor de Miranda Goes Chagas aconteceu neste dia 28, no Inquérito Policial número 2020.0088008.

Sobre a interferência politica na escolha do reitor da UFERSA é a razão pela qual surgiram a revolta dos estudantes e professores. Eles querem que o desejo da maioria prevaleça, como de fato acontecia nas gestões passadas do Governo Federal, dentro das universidades federais e também instituto federais. Na gestão Bolsonaro, tudo mudou.

A comunidade da UFERSA escolheu, no dia 6 de junho, os professores Rodrigo Codes, para reitor, e o professor Edcarlos Alves, para vice-reitor. O segundo colocado ficou com o professor jean Berg Alves e a terceira colocação com a professora Ludimila Oliveira. Os três nomes foram enviados, para o Presidente da República escolher o nome dos três. 

Tradicionalmente os presidentes Lula e Dilma respeitaram a escolha da comunidade universitária, tendo nomeado sempre o que encabeça a lista tríplice. Com Jair Bolsonaro, as escolhas são diferentes. Ele optou por Ludimila Oliveira. O anúncio foi durante a visita a Mossoró no dia 21 de agosto passado. Neste domingo, 30, acontece a posse.

Nesta segunda-feira, dia 31, os reitores eleitos da UFERSA (Rodrigo Codes) e do IFRN (José Arnóbio), vão está com os alunos no Campus Leste da UFERSA, em Mossoró, a partir das 7 horas da manhã. Vão abordar o fato de o Governo Federal está ferindo o princípio da autonomia universitária, com interferência política, trazendo danos as instituições.

Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário