06 DEZ 2021 | ATUALIZADO 17:36
POLÍCIA
15/10/2021 17:06
Atualizado
15/10/2021 17:07

Mulher é presa com quase 40 kg de maconha no aeroporto de Natal

A+   A-  
O caso aconteceu na madrugada desta sexta-feira (15). A droga estava sendo transportada dentro da mala de uma passageira, que havia pegado o voo em Florianópolis/SC. Ao ser levada para prestar depoimento à Polícia Federal, ela disse apenas que foi contratada por um desconhecido através de um aplicativo de mensagens, que lhe ofereceu cerca de R$ 3 mil para que fizesse o transporte da droga até Natal, onde seria procurada ao desembarcar. A mulher foi indiciada por tráfico interestadual de drogas.
Imagem 1 -
FOTO: CEDIDA/PF

A Polícia Federal prendeu em flagrante, na madrugada desta sexta-feira (15), no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Natal, uma assistente comercial, gaúcha, de 20 anos, acusada de tráfico de drogas. Com ela foram apreendidos 36,6 kg de maconha.

A ação aconteceu durante uma fiscalização de rotina realizada na área de desembarque doméstico. Ao ser entrevistada, a mulher apresentou visível nervosismo ao responder as perguntas formuladas, o que fez com que os policiais desconfiassem que algo ilícito pudesse estar sendo transportado.

O fato logo foi comprovado quando as duas malas que ela trazia de Florianópolis/SC foram abertas na presença de testemunhas e continham 63 tabletes da droga.

A envolvida recebeu voz de prisão e foi conduzida para autuação na sede da Polícia Federal, porém ao ser interrogada invocou o direito constitucional de permanecer calada.

Ela disse apenas que foi contratada por um desconhecido através de um aplicativo de mensagens e que tal pessoa havia lhe oferecido cerca de R$ 3 mil para que fizesse o transporte da droga até Natal, onde seria procurada ao desembarcar.

Indiciada por tráfico interestadual de drogas, a mulher foi submetida a exame de corpo de delito no ITEP e encontra-se sob custódia na sede da PF, à disposição da Justiça.

Esta foi a 3ª maior apreensão de maconha que a Polícia Federal já fez no aeroporto Aluízio Alves desde que aquele terminal de passageiros foi inaugurado, em 2014.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário