25 AGO 2019 | ATUALIZADO 10:30
POLÍCIA

Denarc prende condenado a 12 anos prisão por homicídio ocorrido em 2011

Claudio Morais junto com um menor matou o Maksual Magdiano e junto com outros dois comparsas tentou matar o comerciante Benedito; estes dois crimes ocorreram em 2011 no bairro Aeroporto II
15/07/2019 20:09
Atualizado
15/07/2019 20:12
A+   A-  
Denarc prende condenado a 12 anos prisão por homicídio ocorrido em 2011
Claudio Morais foi localizado e preso pela DENARC para cumpri pena de 12 anos de prisão por assassinato

Condenado por matar Maksuel Magdiano da Silveira Filho e tentar contra a vida do comerciante Benedito Alves dos Santos, em 2011, no bairro Aeroporto II, zona oeste da cidade, Claudio da Silva Morais foi localizado e preso nesta segunda-feira (15), em Mossoró/RN.

Claudio Morais não reagiu a voz de prisão. Ele foi localizado pelos agentes da Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC). Após prestar esclarecimentos a Polícia Civil e passar por exames no Instituto Técnico-científico de Perícia, Claudio foi levado a Cadeia Pública, onde vai aguardar transferência para o presidio do Centro Penal Doutor Mário Negócio.

O Ministério Púbico Estadual havia denunciado Claudio Morais por ter tentado matar, no dia 29 de dezembro de 2011, o comerciante Benedito Alves dos Santos.

" No dia 29 de dezembro de 2011, por volta de 18:40, na Rua José Galdino Cavalcante, situado no Baio Aeroporto II, nesta urbe, os denunciados Odailton Ferreira de Lima, Claúdio da Silva Morais e Josivan Lopes de Moura, agindo com animus necandi, e comunhão de desígnios, tentaram matar a vítima Benedito Alves dos Santos, com vários disparos de arma de fogo, por motivo torpe e com meios que dificultaram a defesa desta", escreveu o MPRN.

Os demais acusados deste crime foram a Júri Popular.

Veja mais

TJP se reúne para julgar nove acusados de crimes contra a vida

Antes de tentar contra a vida de Benedito Alves dos Santos, Claudio da Silva Morais junto com o menor Caio Cesar Pereira da Costa matou Maksuel Maddiano da Silveira Silva, no dia 9 de junho de 2011, no bairro Aeroporto II.  

Por este homicídio, Claudio Morais foi julgado e condenado (ele se ausentou) no dia 18 de abril de 2018, no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins. Na ocasião, o Júri entendeu que ele era culpado e a pena ficou em 12 anos de prisão.

Por este julgamento, o juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros decretou a prisão preventiva, passando o réu Claudio Morais a condição de foragido de justiça a partir daquele momento até a tarde desta segunda-feira, 15 de julho, quando o mesmo foi preso pela DENARC.

*A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário